Oii meus amores ! Tudo bem  ? E as novidades ?
 Hoje trago para vocês a primeira entrevista no blog com a fofa da escritora Alane Brito que responde às nossas perguntas com a maior delicadeza do mundo , se abrindo e  nos deixando invadir um pouquinho da sua vida como escritora ... E aí está curioso ?
Então.. Boralá conferir?
  
     
Ela já lançou dois livros ( O que me disseram as flores  e O trio ) e três contos (  Não fique sozinho, O segredo dos Becker e O voador)
Sendo que o livro " O trio " foi seu primeiro  romance  publicado pela Editora Novo século, com 511 páginas e no ano de 2012. (Clique aqui)
 E seu segundo romance " O que me disseram as flores" foi publicado pela Editora Literata e depois pela Editora Arwen com 290 páginas e no ano de 2014  (Clique aqui) (Book Trailer)
 



E agora o principal dessa postagem....
A Alane me cedeu um pouquinho do seu tempo e respondeu essa pequena entrevista pelo facebook ↓↓↓

1-Qual o verdadeiro motivo para você começar a escrever?

“O principal foi o desejo de visualizar as histórias que eu só via em minha mente. Mas comecei fazendo quadrinhos, isso na adolescência ainda, com 12... 13 anos. Desenhava tudo, em seguida, tratava de colorir um por um. Eu amava, mas era muito trabalhoso, porque não eram histórias curtas. Depois me dei conta de que apenas escrever era muito mais fácil.”


 2- Você utiliza algum material como referência para escrever ou é pura e simplesmente inspiração momentânea?

“Na verdade não... Quer dizer, às vezes leio ou assisto alguma coisa referente ao tema só para ajudar a manter a essência do livro. Mas começo a escrever com muita coisa já em mente. O desenrolar vai acontecendo aos poucos, algumas surgem no instante em que estou escrevendo. Muitas eu nem imaginava que aconteceria, como se os próprios personagens estivessem me contando o que vai acontecer em seguida.”

3- Dos personagens que você escreveu qual te cativa mais? Por quê?

“Amo todos, mas tenho um carinho muito especial pelo Jordan, de O Trio. Na verdade, é mais um certo respeito. Acho que é pela maneira que ele encara a vida difícil que tem. Embora acredite que seja também pela culpa que sinto por eu ter causado tudo que ele precisou encarar. (risos)”

4- Enquanto escrevia " O que me disseram as flores " você se espelhou em outro escritor(a)?

“Na verdade não. A primeira versão escrevi quando eu tinha uns 15... 16 anos. Não tinha lido tantos livros até então. Com o tempo fui percebendo algumas falhas e resolvi escrever a segunda versão, mudando muitas coisas. Mas continuei tentando manter meu próprio estilo. Claro que pode ter algo que lembre outro(a) escritor(a), mesmo que não tenha sido intencional, mas gosto de escrever de um jeito mais espontâneo, sem “fórmula”. Acho que assim funciono melhor”.

5- Das obras que você escreveu alguma se tornou a sua favorita?

“Pergunta difícil... Por O Que Me Disseram as Flores sinto um amor por ter sido praticamente o primeiro livro que escrevi que considerei publicável... Mas o carinho por O Trio vai permanecer durante muito tempo. Foi uma história que consegui me entregar bem, acredito que por ter viajado por lembranças mais profundas de minha infância. Não que eu tenha experimentado os problemas que meus personagens viveram. É mais uma questão de nostalgia de sensações, de coisas que eu fazia das quais sinto muita saudade, como por exemplo: poder viver uma liberdade que hoje, infelizmente, não temos acesso”.

6- Qual é a sensação de ver leitores elogiando suas obras? E qual a sensação de ir numa loja e encontrar seu livro à venda?

“É indescritível... Às vezes fico me perguntando: “estão falando mesmo do que eu escrevi?”. É um combustível para eu continuar a escrever, pois antes tinha receio, vergonha, na verdade, de mostrar meus trabalhos, pois eram coisas que haviam saído do mais profundo de minha consciência, e as histórias iriam expor isso. Portanto, eu escrevia para mim mesma, apesar de sonhar dia e noite com as publicações. Digo que é muito melhor escrever para vocês do que para mim mesma, vocês são mais agradáveis. (risos) E ver meus livros em lojas é tão estranho... meio surreal.  Mas é maravilhoso!”.

7- Atualmente é difícil publicar um livro por diversos motivos. Qual foi a sua maior dificuldade?

“Na verdade, atualmente está mais fácil publicar um livro. Mesmo para quem não tem como arcar com as despesas de editoras que cobram pela publicação, que são as mais comuns hoje em dia, pode optar por sites que publicam de graça e têm um grande alcance. Como a Amazon, por exemplo. A minha maior dificuldade com o primeiro livro foi justamente essa questão do valor que tive que desembolsar. Mas não me arrependo de ter feito isso, me abriu algumas portas. Portanto, agradeço a editora pela oportunidade.”

8- Enquanto escreve uma história partilha com um amigo ou um familiar? (Para receber conselhos).

“Como mencionei anteriormente, eu tinha receio de mostrar meus trabalhos. Mas hoje faço questão de pedir a opinião de quem se interessar a ler e que seja confiável. A primeira pessoa que leu o primeiro livro que publiquei, O Trio, foi meu esposo, que ainda estava no caderno. Na época, a não ser o revisor, foi o único que leu antes do lançamento. Depois disso comecei a conhecer o trabalho dos leitores Betas e não vivo mais sem eles.
Bom, é isso, espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre mim. Agradeço pela oportunidade e pelo apoio à literatura nacional!”


Então foi isso meus amores, não se esqueçam de visitar o blog e as redes sociais da Alane..
E....
Me desculpem se fiz algo errado... Essa é minha primeira entrevista...
Um beijão ... E até o próximo post.
  
--Quele Lorrane





19 Comentários

  1. ADOREI A ENTREVISTA, FICOU ÓTIMA! Não conhecia essa escritora, gostei dela! Me pareceu muito talentosa :)

    Um beijo, tô te seguindo
    http://imaturidadeadolescente.tk ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou ! Ela é sim muito talentosa ...
      Um beijão. ...

      Excluir
  2. muito muito legal sua entrevista e fiquei super curiosa para ler os livros dela parecem ser ótimos, adorei o post ♥
    lravilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou... Os livros dela parecem ser maravilhosos. ..

      Excluir
    2. Que bom que gostou... Os livros dela parecem ser maravilhosos. ..

      Excluir
  3. Quero muito ler o livro O que me disseram das flores dela!
    Adorei a entrevista :)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Quele. Tô meio sumida, mas cá estou. Acho muito interessante estes projetos de entrevista, sempre podemos conhecer melhor o autor em questão. Simplesmente amei!
    Beijos, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã ! Tudo bem ? Que bom que voltou ... Fico imensamente feliz que gostou ...

      Excluir
    2. Oi, Miriã. Como vai ? Percebi mesmo que está sumida... Mas que bom que voltou! Eu considero que entrevistas aproximam mais a escritora e o leitor.... Pois eles podem conhecer mais um pouquinho da pessoa entrevistada... Quando puder voltarei a fazer entrevistas...
      Um beijo ;*

      Excluir
  5. Oe!
    Que incrível esse post! Adoro ler entrevistas de autores ❤ Eu não conhecia a Alane Brito.
    Ótima entrevista, amei!
    Beijos,
    Se Esse Mundo Fosse Meu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie ...
      Tudo bem ?
      Que bom que gostou da entrevista ..
      Beijos ;*

      Excluir
    2. Oi!
      Fico muito feliz que gostou da entrevista! Fiquei morrendo de medo de fazer porque foi a minha primeira rsrsrs...
      Beijos ;*

      Excluir
  6. Mas que fofa a autora! e quantos livros ela já tem! arrasou!
    achei legal isso dela fazer quadrinhos desde a adolescência e agora pôr em prática e em livros os seus personagens!

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh sim ! Ela é uma fofa mesmo ! Sua criatividade não tem limites ...
      Um beijo ;*

      Excluir
  7. ótima entrevista Quele! muito bom reconhecer o trabalho de escritores que ainda estão no início de sua carreira, uma inspiração, com certeza!

    Ciranda da Bailarina
    Página Facebook
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. A Alane é muito fofaaa, gentee! Que meiga, amei a entrevista Quele, faz mais vezeees! <33. O livro O que me disseram as flores, parece ser bem interessante!
    Beijos, <3

    ResponderExcluir
  9. Óptima entrevista, gostei muito!

    aborboletamoderna.blogspot.pt

    ResponderExcluir


Regrinhas :

* Não escreva palavras de baixo calão
* Os comentários que não tiverem relevância ao post serão imediatamente ignorados.
* Deixe o link do seu blog/website mas não coloque " segue, que eu sigo de volta"

Comente
Não faça briga, curta a cada momento
O blog ama sua visita ♥